Início » Blog » Especiais » Outlander: uma série, múltiplos gêneros literários

Outlander: uma série, múltiplos gêneros literários

por Mulheres para se ler
Outlander | Netflix
Os livros foram adaptados para uma série de TV (Reprodução)

A série Outlander, escrita por Diana Gabaldon, traz elementos do romance e da ficção científica resultando em uma narrativa incrível repleta de intrigas, fatos históricos e um toque de magia. 

Diana começou a escrever Outlander no fim da década de 80, porém foi só na década de 90 que a autora publicou o primeiro livro da série.  A estadunidense, com ascendência mexicana-americana e inglesa, é conhecida por mesclar múltiplos gêneros em seus livros, e essa pluralidade é um dos elementos mais significativos em sua narrativa.

Outlander é uma série que te conquista pela sua versatilidade. Se você gosta de romance, ficção científica, livros históricos, aventura ou ação, essa série tem tudo isso e mais. Diana descreve as situações e lugares com uma riqueza de detalhes que torna possível ao leitor sentir-se uma parte presente da narrativa.

Imaginar como seria sua vida em algum momento do passado nunca traz uma resposta fácil, principalmente se você for uma mulher. Claire Randall, é uma enfermeira que sobreviveu a Segunda Guerra Mundial e agora precisa voltar a sua vida pré-guerra. 

Em uma viagem com seu marido, Claire acaba sendo atraída para um círculo de pedras que a transporta misteriosamente para a Escócia do século XVIII.  Sozinha, em uma terra desconhecida por ela, Claire precisa aprender a lidar com todos os perigos de ser uma mulher inglesa em terras escocesas.

Gabaldon consegue com sua narrativa nos prender na parte “social” de uma viagem no tempo, sendo assim o “como ela viajou no tempo?”, dá lugar ao “como ela vai sobreviver?”. Por vezes, o leitor esquece o conceito de viagem no tempo e se foca nas relações pessoais do enredo.

N.C. DNCR Sites Announce April Events with Diana Gabaldon, Bestselling  Author of “Outlander” | NC DNCR
Diana Gabaldon traz em sua série gêneros como romance, ficção científica, acontecimentos históricos e aventura (Reprodução)

Claire e seu conhecimento de medicina e um pouco de história, esse último por conta do seu marido, vai sendo jogada em problemáticas em que por vezes a ignorância a ajudaria mais. Isso porque o conhecimento, principalmente quando supera a inteligência masculina, não deve ser característica de uma mulher desse período. A autora vai discutindo ao longo da série o papel da mulher na sociedade e como aquelas que vão contra o sistema patriarcal recebem estigmas de bruxas ou denominações similares e são castigadas por isso.

Leia Outlander e se impressione com a Escócia do século XVIII criada por Diana Gabaldon.

Iasmin Andrade

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies