Início » Blog » Especiais » A Democracia em Vertigem e o Brasil no caos.

A Democracia em Vertigem e o Brasil no caos.

por César Figueiredo

Ao trabalharmos com questões políticas neste site, primeiramente, esperamos construir um canal profícuo de comunicação entre o público leitor (receptor) e o cientista político (emissor); lembrando, obviamente, que a comunicação nunca é unilateral, pois pressupõe (assim espero) que haja um diálogo recíproco entre esses dois canais. Nesse sentido, esperamos construir essa linguagem de troca entre os vários tópicos do tema político, pensando em discutir o Brasil não somente a partir dos seus problemas atuais, mas, preferencialmente, vinculado os problemas recentes às raízes históricas que levaram ao modus operandi da realidade brasileira vigente. Ainda, nesse gradiente torna-se de fundamental importância, inclusive, buscar nexos teóricos e filosóficos próprios da seara política, justamente para sairmos do senso comum e estabelecermos um rigor acadêmico nos textos escritos.

            Assim sendo, uma das questões mais caras para o entendimento do Brasil é compreender o país vislumbrando, sobretudo, a raiz dos problemas e as questões que legaram o atual atraso dessa rica nação. Tarefa extremamente complexa, haja vista que parece uma contradição – nação rica versus povo pobre – onde reside o nó dessa questão? Melhor explicando, buscaremos a difícil tarefa de elucidar o processo formativo nacional primevo, as suas raízes históricas, a tentativa de civilidade forçada, bem como o triste mecanismo de exploração do povo desde o seu nascedouro, fato este que legou um país extremamente elitista, racista e preconceituoso.

            Desta forma, se conseguirmos compreender que a razão do nascimento do Brasil deita as suas raízes nesses processos de exclusão, portanto, será o início para construirmos uma compressão mais robusta e intelectual desse pobre Brasil. Igualmente, deveremos refletir sobre a excessiva adjetivação conceitual dessa democracia brasileira, justamente pela pouca eficácia da sua concretude; uma vez que esta nasceu a partir dos escombros de uma fracassada sociedade agrária, utilizando-se do perverso trabalho escravo. Nessa perspectiva, a democracia, que na sua acepção clássica pressupõe Poder do Povo; no Brasil, porém, é apenas um triste arremedo de uma palavra muito bem escrita na Constituição Federal.       

Fechando a análise da apresentação, sugerimos para efeitos prático assistirem ao documentário, Democracia em Vertigem (2019), com direção virtuosa de Petra Costa.  Esse filme foi indicado ao Oscar de 2020. Em todo o apogeu fílmico, essa obra demonstra o quão perverso é a falsa democracia brasileira; sendo que, o mais cruel é vermos como o povo é manipulado por comunicações espúrias e por políticos corruptos. Ou seja, consideramos Democracia em Vertigem a síntese do caos político em que vivemos desde o Golpe de 2016: Viva Hollywood! Revelando o verdadeiro Brasil para os brasileiros.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies