Início » Blog » Entretenimento » Museus e casas de cultura do estado oferecem ampla programação pela internet

Museus e casas de cultura do estado oferecem ampla programação pela internet

por Daniela Souza

Texto e imagem: Agência de Notícias Governo MA

Desde o começo de junho os museus e casas de cultura vinculados à Secretaria de Estado da Cultura iniciaram a retomada gradual de suas atividades. Por enquanto as visitas são restritas à pesquisadores, previamente agendadas, em horário reduzido, das 14 às 18h, e com atendimento às regras de higienização.

Até que a situação se normalize por completo, os museus oferecem uma vasta programação pela internet, como exposições online, visitas virtuais, lives e outras iniciativas. As ações fazem parte do Conexão Cultural, criado durante a pandemia da Covid-19.

O Museu do Palácio dos Leões, um dos mais visitados no estado, lançou a hashtag #meuacervopreferido por meio de vídeos informativos sobre diversas peças do seu acervo. Todo o conjunto de obras artísticas e curiosidades históricas sobre o Palácio podem ser conferidas pelas redes sociais.

O Museu de Arte Sacra oferece visitas online com mediadores que explicam detalhadamente as exposições de cada circuito de visitação. O museu conta com 13 espaços e um acervo com mais de 400 peças. Essas e outras iniciativas do museu estão disponíveis pela internet.

O Museu Histórico e Artístico realizou recentemente live sobre a Cafua das Mercês e o pelourinho de São Luís. O bate-papo contou com a participação dos historiadores Euges Lima e Diogo Guagliardo. Em sua última postagem o MHAM também oferece informações importantes sobre a sua coleção de azulejaria. 

O museu da Fundação da Memória Republicana disponibiliza pela internet diversas obras de seu amplo acervo audiovisual, documental e bibliográfico, além de curiosidades e dicas de leitura.

Série documental
A série “Relatos’ do Centro de Pesquisa de História Natural e Arqueologia do Maranhão compartilha memórias importantes a partir de experiências vividas pelos seus frequentadores. Até agora já foram produzidos 16 episódios com depoimentos e diálogos entre professores, pesquisadores e estudantes sobre o trabalho etnológico, antropológico e paleontológico no Maranhão. 

O Forte Santo Antônio lançou recentemente o podcast PodForte. No primeiro episódio o tema foi a fundação de São Luís. Outra novidade foram os wallpapers com imagens tanto do forte como do Museu da Imagem e do Som e que podem ser baixadas nos destaques do Instagram.

Muitas outras casas estão com atividades online. A Biblioteca Benedito Leite, a Casa Josué Montello, o Teatro Arthur Azevedo, a Escola de Música do Maranhão, o Arquivo Público, a Casa do Tambor de Crioula, a Casa do Maranhão foram umas das primeiras casas a lançar campanhas e vasto conteúdo pelas suas redes sociais.

No interior do Maranhão o Centro Cultural Engenho de Pindaré-Mirim, a Superintendência de Cultura de Imperatriz, o Museu Histórico de Alcântara, também oferecem programação virtual. Em maio deste ano foi lançado o documentário ‘Divino Maranhão’ em parceria com as casas do Divino e Museu de Alcântara.

Além do Instagram, plataforma mais utilizada, a Secretaria de Cultura mantém o canal no YouTube ‘Cultura do Maranhão’, onde estão disponíveis vídeos produzidos pelos mais de 600 artistas maranhenses participantes do Conexão Cultural, além das séries e documentários.

Confira o Instagram dos museus e casas de cultura
@arquivopublicoma
@bpbloficial
@casa_do_maranhao
@casadenhozinho
@casadotambor_
@cdeculturadomingosvfilho
@centrodepesquisas
@cjosuemontello
@engenhocentralpindare
@escolademusicadoma
@fmrb.ma
@fortesantoantoniodabarraslz
@museudaimagemedosomma
@museudeartesacrama
@museudeartesvisuais.ma
@museudopalaciodosleoes
@museuhistoricodealcantara
@museuhistoricoeartistico
@teatroalcione
@teatroarthurazevedooficial

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies