Início » Blog » Entretenimento » Disponível em plataforma online documentário sobre as quebradeiras de coco dos estados do MA e TO

Disponível em plataforma online documentário sobre as quebradeiras de coco dos estados do MA e TO

por Daniela Souza

O documentário foi gravado em 2016 na ocasião de uma turnê do grupo Encantadeiras na série Sonora Brasil

Edição: Idayane Ferreira

Imagem destacada: Cenas do documentário

“Ei, não derruba essas palmeiras! / Ei, não devora os palmeirais! /Tu já sabes que não pode derrubar/ precisamos preservar as riquezas naturais/. O coco é para nós grande riqueza/ é obra da natureza ninguém vai dizer que não! / Porquê da palha se faz casa pra morar/ já é meio de ajudar a maior população”.

O canto acima está presente no documentário sobre as quebradeiras de coco, que reúne mulheres dos estados do Maranhão e Tocantins que pode ser assistido até o próximo domingo (20) por meio de plataforma online. Foi gravado em 2016, durante uma turnê do grupo Encantadeiras, na série Sonora Brasil do projeto Os cantos do trabalho, do Sesc (Serviço Social do Comércio).

Mulheres quebradeiras de coco protagonistas do documentário. (Cenas do documentário Encantadeiras)

A produção acompanhou toda a turnê e colheu depoimentos da rotina dessas quebradeiras e sobre a união presente dentro das comunidades e municípios que vivem, localizados em áreas rurais dos dois estados. Dentre os relatos há o de Dona Dijé, uma forte liderança camponesa extrativista, defensora dos direitos socioambientais de seu povo. Falecida no dia 14 de setembro de 2018, ela foi quebradeira de coco no Quilombo de Monte Alegre, município de São Luiz Gonzaga do Maranhão.

Para assistir o documentário basta acessar in-edit TV fazer um cadastro com E-mail e senha.

Saiba mais sobre a vida de resistência vivida por Dona Dijé, uma forte liderança camponesa do Maranhão.

Dona Dijé recebeu homenagem de uma importante organização camponesa no dia do seu falecimento. Acesse: Comissão Pastoral da Terra (CPT).

Dona Dijé, quebradeira de coco falecida no dia 14 de setembro de 2018. (Imagem: Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies