Início » Blog » Cidades » Dados da Testes Moleculares apontam que 20% das pessoas testadas pelo método PCR em Parauapebas são portadoras do coronavírus

Dados da Testes Moleculares apontam que 20% das pessoas testadas pelo método PCR em Parauapebas são portadoras do coronavírus

por Daniela Souza

Texto escrito por: GPCOM Comunicação Corporativa

Empresa completou mais de 41 mil testes RT-PCR padrão ouro no município, e constatou que, entre os positivos, 30% são assintomáticos

Após completar mais de 41 mil testes RT-PCR padrão-ouro, e atender gratuitamente cerca de 20% da população do município de Parauapebas, no Pará, a empresa Testes Moleculares constatou que uma a cada cinco pessoas testadas está contaminada com Sars-CoV-2, vírus causador da COVID-19, e que, entre os positivos, cerca de 30% são assintomáticos. Estes dados indicam que, em grandes centros como São Paulo e demais capitais do País, o número de contaminados pelo vírus pode ser bem superior ao estimado.

“O índice de pessoas infectadas em Parauapebas acende um alerta de que a disseminação da pandemia pode ser muito maior do que se estima, e os dados disponíveis hoje não são capazes de demonstrar isso por falta de uma testagem em massa pelo método RT-PCR, que é o mais seguro, como foi feito neste município”, destaca a Dra. Alexandra Reis, diretora Científica da Testes Moleculares.

Cidade de Parauapebas. (Fotos: Foto destacada: Jorge Clésio/ Foto 2: Site Prefeitura de Parauapebas)

Os dados da Testes Moleculares corroboram uma ampla pesquisa sobre a transmissão do coronavírus no Brasil, realizada entre fevereiro e maio deste ano, publicada na conceituada Revista Nature, na sexta-feira (31/07), e, segundo a qual, entre fevereiro e maio, cada pessoa infectada por COVID-19 no País transmitiu a doença para mais três pessoas. A publicação também conclui que o número de casos confirmados pode estar bastante subestimado junto à população em geral. Outro dado relevante da pesquisa é que o vírus se espalhou inicialmente pelas grandes cidades e municípios com mais conexões de acesso e depois por cidades de menor porte, sendo que a população com menor nível socioeconômico foi a que registrou o maior número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRGA) de causa desconhecida – uma das principais consequências da infecção pelo novo coronavírus.

“Os nossos dados e esta pesquisa demonstram a urgência de se realizar uma ampla testagem em massa pelo método RT-PCR, especialmente junto à população de menor nível socioeconômico, nas diversas localidades do País, pois este teste possibilita exatidão no diagnóstico e nos mostra o caminho percorrido pelo vírus, permitindo controlar, efetivamente, a pandemia “, completa a Dra. Alexandra.

O teste RT-PCR, padrão-ouro, aplicado pela Testes Moleculares em Parauapebas, é 100% preciso, sem risco de falso positivo ou negativo, sendo capaz de detectar a contaminação desde o primeiro dia de contágio.

Aplicado desde 29 de maio, este programa é o maior de testagem em massa realizado em uma única cidade no Brasil pelo método RT-PCR, até o momento. O programa está obtendo muito sucesso no município, ao ajudar a conter as contaminações e também a mapear o atual estágio de evolução do contágio no município. O projeto conta com apoio da prefeitura de Parauapebas e da iniciativa privada, em breve será implementado em cidades de outros estados.

O modelo de atuação da Testes Moleculares tem potencial para realizar mais de 100 mil testes por dia, de acordo com cronograma de montagem e entrega das unidades, em qualquer região do País, e com divulgação de resultados por meio de aplicativo. É a única empresa no Brasil com essa capacidade para testes em massa pela metodologia PCR molecular.

Sobre a Testes Moleculares

A Testes Moleculares é uma empresa de biomedicina, com perfil científico e que busca a fusão entre Saúde e Tecnologia. É a única empresa hoje com capacidade para realizar testes PCR em massa, em qualquer localidade do País, com precisão de quase 100% nos resultados e entrega no mesmo dia. Conta com um time de dezenas de especialistas da área de saúde como biologia molecular, saúde pública e infectologia, dirigidos pela Dra. Alexandra Reis, que tem participação em diversos projetos de saúde, públicos e privados (FINEP), Ph.D. em vírus respiratórios pela USP, Pós-Doutorada em Biologia Molecular.

A Testes Moleculares tem 10 anos de atuação na área de Biomedicina, e foi incorporada pelo grupo ETG – multinacional especializada em Tecnologia e Soluções de produção, com mais de 15 anos de experiência no mercado nacional e internacional. É presidida por Gabriel Rodrigues, empreendedor especializado em Tecnologia, Pesquisa e Desenvolvimento, e também fundador do Grupo ETG.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceitar Leia mais

Política de Privacidade e Cookies